terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Rainha da Noite

Como não agüento mais a Rainha da Noite me assustando toda vez que entro no Cazzo ("Der Hölle Rache"... Valei-me!) , resolvi colocar aqui duas versões do Youtube da famosa árIa, junto com uma tradução livre (bastante!), mais abaixo. A idéia é que veneno também é antídoto. Assim, a mardade de uma pode silenciar as outras duas. Ih, mas vai sempre sobrar uma mai mar de todas.

Prestar atenção no primeiro vídeo.





Der Hölle Rache kocht in meinem Herzen,
Tod und Verzweiflung flammet um mich her!
Fühlt nicht durch dich Sarastro Todesschmerzen,
So bist du meine Tochter nimmermehr.
Verstossen sei auf ewig,
Verlassen sei auf ewig,
Zertrümmert sei'n auf ewig
Alle Bande der Natur
Wenn nicht durch dich Sarastro wird erblassen!
Hört, Rachegötter, hört der Mutter Schwur!

O fogo dos inferno da vingança tá assando meu coração,
As labareda da morte e dos aperreio tá por tudo lado!
Se Sarastro não se torcer todin' de dor pela tua mão,
Então vancê num é minha filha, ess' menina!
Largada pra sempre!
Abandonada pra sempre!
Destruído vai ser pra sempre
Tudo os laço da natureza,
Se vancê num deixar Sarastro branco feito paper!
Pestenção, tudo os Exus Tranca Rua, escuita a jura de uma mãe!

8 comentários:

Lena disse...

Que cazzo é esse?!!

Le Cazzo disse...

Gostou?! Sobretudo da primeira, que é a mais malvada? É hora do recreio, Lena. Jonatas

Cynthia disse...

Ha Ha! A imposição da Rainha da Noite era um protesto em relação à homofobia. Nada a ver com a maldade da dita-cuja. Minha inspiração foi mais singela: Priscilla, a Rainha do Deserto. Imaginei um ônibus em frente à reitoria, com uma drag queen enrolada em trajes brilhantes e esvoaçantes, berrando a famosa ária nos ouvidos dos passantes. Eu e Frédéric chegamos a pensar em um texto e uma imagem para a nossa pequena performance (na verdade, pensamos em Jonatas ou Artur impersonando a drag, mas achamos que eles não iriam topar). Foi por pura falta de tempo que ficou só a ária com a Lilly Krauss, que me dá arrepios sempre que ouço. Aliás, assisti a uma performance premiada da Flauta Mágica nos idos dos anos 90, na Inglaterra, e me arrepiei tanto que saí com dor na pele.

Jonatas, você e Artur bem que podiam pensar seriamente numa performance a la Butler como forma de protesto, né não? Acho que seria muito mais eficaz do que se fosse eu...

Ah, e adorei sua tradução do alemão. Nada como um companheiro de blog versado na língua de Goethe.

Lena disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lena disse...

Nada, gostei mais da segunda, que faz o uah-ha-ha-ha-ha-ha-ha-ha-ha-ha melhor. Passei anos tentando gritar isso e nunca consegui, acho que foi assim que tomei abuso de ópera.

Qt ao protesto à la Butler, ué, Cynthia, n era vc que achava que um professor de drag n surtia efeito? Eu acho que sim, especialmente com um beijaço acontecendo em volta. Vamos nessa, Jonatas?

PS - como diabos é que se coloca vídeo do youtube no blog, heim?

Le Cazzo disse...

Lena,

O primeiro vídeo foi postado por ser bizarro, mesmo. O segundo traz uma figura chamada Luciana Serra - muito boa RdaNoite numa montagem cretina da Flauta Mágica (e que eu tenho completa em casa; se você quiser sofrer, eu empresto).

Como se coloca vídeos no blog... Bem, esse truque está fora do programa do nosso curso. Mas depois eu te ensino assim mesmo.

asadebaratatorta disse...

Eles falam "Exu Tranca-ruas" na Alemanha? o.o
=P

Le Cazzo disse...

Falam - alma incrédula! Mas com sotaque. Jonatas