quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

A volta das férias



O Cazzo também é gente, como diria o ex-ministro Magri - a propósito, creio, do uso de carros oficiais para levar uns amigos ao hospital. Estivemos de férias, gente boa, o que significa dizer algo muito excitante: dormir, dormir e dormir. Professor e professora viajam quando estão trabalhando: bancas, congressos, mini-cursos, esse rock'n'roll nosso de cada dia. Quando não, deitamos cedo para sonhar com Max Weber, Habermas, Taylor, Derrida, Baudrillard - que Deus os tenha.

Mas estamos de volta.

Artur Perrusi (nosso homem e psiquiatra em João Pessoa) me acordou durante as férias - o que pode ter sido a qualquer hora do dia, como vocês podem deduzir do meu intenso programa de férias - perguntando se eu achava de bom tom que ele continuasse postando uns textos em janeiro. Achei legal. Algo beirando ao compulsivo, mas legal - depois, o homem e psiquiatra sabe se medicar, não havia, com não há, o que temer. Porém ele deve ter adormecido também em meio às suas boas intenções: nada postou.

Em todo caso, estamos de volta, o que no momento ainda significa movimentos lentos que não resultem em qualquer tipo de distensão muscular. E essa artrose que torna tudo mais lento ainda... Se calhaire, posto algo neste posto ainda esta semana. Beijos, Jonatas.

6 comentários:

Caroline Rodrigues disse...

que vida boa!!!

inveja...

Le Cazzo disse...

É capaz de você ser do ramo. A maioria das pessoas não percebem o supremo prazer de hibernar, Caroline. Abraço, Jonatas

cela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
cela disse...

dormir, comer, dormir, comer.

sem sonhar com baudrillard.

ô dois meses bons.

Um bom ano de bons sonhos pra vcs!!

Le Cazzo disse...

Obrigado,
(Mar?)cela. Sonhar com qualquer daqueles durante as férias é pesadelo. Mas, vou tentar postar algo hoje aqui. Não é possível que esse blog esteja assim tão sem movimento! Abraço e obrigado pelos votos (par você também), Jonatas

Lena disse...

Se é pra ter férias sonolentas, melhor deixar esse pessoal fora dos sonhos, né? Pior que sonhar com Baudrillard só mesmo sonhar com Jonatas me inquirindo sobre Derrida. Deusmelivreguarde, quero mais não!
>.<´´´´´