quinta-feira, 18 de novembro de 2010


O bicho fofo do Cazzo faz aniversário todo dia 15 de novembro. E desde que nasceu, segundo Perrusi Pai. Difícil foi a gente conseguir se juntar para a foto, mas, com três dias de atraso - voilà!

Parabéns, Arture!

15 comentários:

Artur disse...

Eita, agora que vi. Viva eu, viva tu, viva o rabo do tatu.

Jonatas é aquele que está com as flores...

Le Cazzo disse...

Preocupa mais a palidez de minha pele. Mas, aproveitando a oportunidade, feliz aniversário. Precisamos comemorar. Abraço, Jonatas

Cynthia disse...

Jonatas é aquele que saiu com cara de patinho guenzo e ficou com problema de coluna. Tá torto até agora, o coitado.

Mas fala a verdade: esse menininho com jeito de peste é a tua cara, né? Fiquei impressionada com a semelhança.

Le Cazzo disse...

Há uma foto minha quando criança com a mesma idade do marinheiro que, de fato, mostra alguma semelhança - noves fora, a cor. Jonatas

Cynthia disse...

Estava falando de Artur, Jonatas. A cara de peste é dele. Quanto à sua cor, não fique assim, não: essa foto também não fez justiça ao moreno-jambo da minha cútis.

Leonardo disse...

Pelo visto, até na foto "oficial" do Cazzo o "espírito" feminista que marca este blog científico resolveu se manifestar...

Observem que a tenra menina de cútis pálida (Cynthia) aparece no plano superior, impondo assim sua presença iconográfica; este fato é potencializado graças à sua superioridade em estatura frente aos frágeis meninos (Artur e Jonatas)...

Fica no ar a pergunta que não quer calar: teria sido a foto intencionalmente escolhida? rsrsrs

Abraços e parabéns ao Cazzo!

Cynthia disse...

Leonardo,

Sua análise goffmaniana da imagem está perfeita (igualzinha aos estudos dele sobre publicidade!), mas juro que a escolha foi inconsciente e nada dramatúrgica.

Mas se seguirmos por essa linha de raciocínio, note que, embora maior e num plano mais elevado, a menininha carrega um grande fardo nas costas e tem as mãos contidas, num gesto de contrição e controle corporal.

Agora compare com os meninos: embora aparentemente mais frágeis, um é a própria imagem da autoconfiança e detém toda a propriedade (os presentes); o outro parece prestes a atacar o primeiro com seu buquê fálico, que, como todos sabemos, é o símbolo máximo do poder.

Como você vê, a realidade insiste em se manifestar por trás dos adereços e das máscaras aparentemente adequados à performance.

Ah, e os parabéns são para Artur, que fez aniversário!

Leonardo disse...

Cara Cynthia

Nunca imaginei que pudesse ter feito uma análise goffmaniana da foto...meu Deus! Até porque não sou muito familiarizado com a obra deste autor, e muito menos com seus estudos sobre publicidade...

Mas você tem razão, as aparências enganam...ainda mais quando a turma do Cazzo se reúne! rssrsrsrr

Perdoe-me a confusão quanto ao aniversário...pensava que o bicho fofo era o Cazzo, e não Perusi...não que este não seja, mas, a julgar pela foto, o mesmo me faz lembrar minha infância, quando o saudoso Quico, filho da Dona Florinda, se negava a emprestar ao pobre Chaves a sua bola quadrada...

Abraços a todos!

Cynthia disse...

Pois fez, Leonardo. E eu meramente segui a sua dica, embora suspeite que o pobre do Goffman deve estar se revirando no túmulo.

Quanto à fofura de Artur, vou me abster de mais comentários: uma fã dele já andou manifestando seus ciúmes por aqui, de forma que é melhor não provocar.

Artur disse...

Sou fofo, sim, e a foto demonstra. E não fui uma peste. Era um menino muito bonzinho, inclusive filiado à cruz vermelha :)

Kali disse...

Congratulações ao trio meiguíssimo!
A foto realmente é bela e mostra como vocês são unidos desde sempre... se Jonathas é o do pescocinho, com certeza as caixas de presentes contêm livros que seriam lidos e discutidos logo após o soprar das velinhas... para claro, escrever algo no Cazzo!
Não queria dedurar ninguém, mas perceberam que a mocinha pisa discretamente uma pobre e singela flor?
Por acaso o envelope transportado pela pomba seria o convite da festa endereçado à minha humilde pessoa?

Cynthia disse...

Calúnia! A flor está a 50km do pé da menina!

Kali, Artur fez uma festa de arromba todinha pra ele. Não convidou ninguém, o mesquinho.

Kali disse...

Tô chó! Mas não guardo rancor... ainda fico na esperança de outra festa de arromba! Hahahaha.. que facinha!

zezenbergue disse...

Quem conhece o filhinho querido de Gadiel antes dele virar sociologo bem sabe que o psiquiatra maniaco que dentro dele reside de manso tem só os cornos... Tuquinha... Parabéns! Cheguei ao blog de vcs através de amigo comum, Fred Vandenberghe.

Cynthia disse...

Alô, Eisenberg,

Demorei um pouco para ter certeza de quem você era, mas Frederic me confirmou. Seja bem-vindo ao Cazzo! E aproveite para ficar ciente de que é um tanto perigoso usar apelidos carinhosos para se referir a Artur por aqui. Creio que Arture, Tuca, Tuquinha, são permitidos. Mas Bubu, nem pensar, que, segundo o próprio, é "apelido sagrado de mãe".

Por falar nele, acho que ele não viu sua mensagem. Vou avisá-lo.

Grande abraço